TITULO_ARTES_RUPESTRES.jpg

Algumas das imagens evocam a arte abstrata ou os grafites das grandes cidades do século 21; outras capturam com precisão insuspeita animais e plantas em cenários com milhares de anos. Essa variedade de temas e estilos é um dos fascínios da arte rupestre que floresceu nas cavernas do período pré-histórico.

Você conhece algum local com arte rupestre? Sua informação é valiosa. 

Clique aqui e mande seu e-mail.

 

faixa_tribal.gif

O Carste do Alto São Francisco é uma das áreas com maior concentração de sítios arqueológicos.

Pinturas do sítio Posse Grande, no município de Pains - MG.

Lapa do Ballet - Matozinhos MG
Clique nas imagens para ampliar!

Toca do Índio - Andrelândia MG

Clique nas imagens para ampliar !

Lapa da Bonina - Monjolos MG 

Todos os painéis rupestres da Lapa da Bonina são constituídos por gravações confeccionadas em baixo relevo através da técnica de picoteamento da rocha. Neste abrigo não há pinturas. ​

Lapa da Zilda - Carrancas MG

Clique nas imagens para ampliar!

Paredão da Pedra Pintada - Cocais MG

Clique nas imagens para ampliar!

Vale do Peruaçu - Januária MG

Abriga mais de 140 cavernas, mais de 80 sítios arqueológicos e pinturas rupestres, além da tribo indígena dos Xakriabás.
Clique nas imagens para ampliar!

Diamantina - MG

Capivari - Serro
Fotos:  

Diamantina MG

Em Diamantina MG está localizado o Parque Estadual de Beriberi. Nesse Parque há um conjunto de figuras rupestres pintadas em vermelho em bom estado de preservação.
Clique nas imagens para ampliar!

Lapa dos Gentius

Conceição do Mato Dentro - MG
Clique nas imagens para ampliar!

Conceição do Mato Dentro - MG
Fotos: Paulo Baraky Werner
Clique nas imagens para ampliar!

Montalvânia MG

Clique nas imagens para ampliar!

Serranópolis GO
Fotografias: J.A. Fonseca

Sítio Cerca Grande - Matozinhos MG

Fotos: Paulo Werner e Paulo Bastos

Sítio Vargem da Pedra 
Matozinhos MG

Fotos: Paulo Werner e Paulo Bastos

 

 

 

 

 

A Lapa da Sucupira está localizada as margens do Rio Parauninha, é um dos mais importantes sítios arqueológicos da Serra do Cipó. A área é repleta de inscrições rupestres, algumas datadas de mais de 8 mil anos, sendo de expressivo valor para os estudiosos. São inscrições que retratam animais como veados, peixes , desenhos geométricos e desenhos de figuras humanas. As pinturas apresentam cores que vão do vermelho, ocre e até branca.Segundo o arqueólogo francês André Prous, chefe da equipe de Arqueologia da UFMG, há evidências de que as inscrições são obras de homens primitivos que viveram nessa região. 
O risco de depredação destas inscrições , no entanto, é muito grande, tendo em vista que o sítio arqueológico encontra-se fora de proteção, sofrendo a ação de vândalos e pessoas sem consciência de sua importância histórica.